Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \26\UTC 2011

Por Jim Mathis

Ouvi dizer certa vez que a gente deveria encontrar algo que amasse fazer e à qual se dedicaria com ou sem pagamento e, só depois, procurar quem lhe remunerasse por tal tarefa. Muitos atletas, músicos, comediantes, escritores, fotógrafos, guardas florestais, instrutores de esqui, guias turísticos e motoristas profissionais, com certeza admitiriam que este teria sido o seu melhor projecto. Outros concordariam que amar o que fazem foi um dos maiores motivos para a escolha de suas profissões.

Tive três carreiras distintas e cada uma delas foi o resultado de um “hobby” ou de uma vocação, que acabou tornando-se em profissão. Comecei como músico profissional e me admirava pelo facto das pessoas pagarem para eu me divertir. A seguir veio a fotografia, quando o meu desejo de financiar um “hobby” se transformou numa carreira de 25 anos. Finalmente, o meu amor a Deus e ao próximo tornou-se uma actividade vocacional, junto a profissionais e homens de negócios. Se eu vier a ter mais uma ou outra vocação, antes que os meus dias de trabalho findem, estou certo que terão ligação com algo que eu ame, caso contrário, não conseguiria desempenhar a tarefa por muito tempo.

Lições da vida de um Rei

O rei Salomão, cuja vida é contada na Bíblia, foi considerado o homem mais sábio que já viveu. Foi também um dos mais ricos de toda a história. No fim de sua vida, escreveu sua história contando o que havia aprendido. Falando francamente de seus sucessos e fracassos, encorajou seus leitores a aprenderem com o seu exemplo. Sua história é chamada de “Eclesiastes”, e no capítulo 3, versos 12-13, ele escreve:  (mais…)

Read Full Post »

Os acordes de uma pérola

As pérolas são como acordes musicais que nos magnetizam com a beleza do som do seu brilho. O sublime não está em capturá-las mas, sim, na possibilidade de poder contemplá-las a cada dia, utilizando um passo de cada vez…sim, chegará a vez.

A vez não será um momento mágico, enquanto estivermos apenas nos lamentando ou olhando por cima do muro do vizinho, o qual, expõe as suas conquistas.

O sentido da vez, está no equilíbrio.

Este equilíbrio encontra-se no plano da intensidade da demanda, por pérolas, através de ações diárias que nos revelam caminhos, passos e estratégias práticas a serem percorridas.

Neste ambiente, de intensa navegação, haverá o episódio da interceptação. As ondas, da natureza, nos ofertará o que há de mais sublime aos nossos corações e, aí sim, chegará a vez.

O que não se pode esquecer é que algumas pérolas não foram feitas para serem retiradas do mar. E se este for o seu caso, anime-se! Não desista. E, perceba que mais importante do que acumular bens, serviços e status, é contemplar a beleza do brilho de uma pérola.

Precisamos ser pérolas na vida dos que nos cercam. No trabalho, na família ou com os amigos. Intrinsicamente, além do brilho, as pérolas emitem acordes que mais se parecem uma linda canção de amor.

Read Full Post »