Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \25\UTC 2008

Nos últimos anos o Brasil vem ganhando proporções de reconhecimento, enquanto economia em desenvolvimento, no mercado internacional. O país é uma referência no “agribusiness”, na saúde, nos fundamentos macroeconômicos, no controle da inflação. Além de, está cotado entre as nações emergentes que se tornarão uma potência mundial. Compondo a sigla BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China.

Todavia, os problemas sociais brasileiros continuam crescendo em progressão geométrica. Os gastos com saúde e educação de 2000 a 2006 permanecem constantes. E a ausência de uma estratégia vencedora, também reflete nos baixos resultados dos nossos atletas olímpicos.

Enquanto para muitos dos atletas (verde-amarelo), já era uma vitória chegar a Beijing (louvável!!!!). Para o atleta americano da natação (Phelps): ”A meta de excelência estava na conquista de 08 (oito) medalhas de ouro.

O nosso país precisa de: Qualidade e Excelência em todos os setores.

O modelo mental dos brasileiros precisa ser transformado. O sentimento de alcançar uma estratégia vencedora, precisa permear as mentes e os corações do povo dessa nação, como combustível para o motor do desenvolvimento econômico.

No seu livro The Winner Within, o técnico de basquete da NBA Pat Riley nos dá algumas idéias sobre o perigo de fazer concessões no aspecto da excelência:

“Ser um grande jogador é uma ficção que alguns atletas usam para se eximir de trabalhar duro como deveriam. Atletas que acham que são grandes jogadores são os que os técnicos chamam de vodadores.

O sucesso é um processo que precisa ser melhorado constantemente. Não é um destino, não ocorre por acaso. (mais…)

Anúncios

Read Full Post »

O mercado de ações tem despertado o interesse da sociedade brasileira nos últimos anos. A possibilidade de ganhos líquidos acima da taxa SELIC (13% a.a), configura em um dos principais motivos para esse tipo de aplicação financeira. Além disso, há uma grande especulação do mercado.

Vende-se a imagem de poder ficar rico  “da noite para o dia”, investindo em ações e, infelizmente a realidade, as vezes, nos prega surpresas não tão reluzentes, quanto o amarelo das tão almejadas barras de ouro da riqueza financeira.

Investir em ações é tornar-se sócio de uma determinada empresa. É uma parceria, a exemplo de um casamento. Lembram das palavras do padre: “na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, na saúde financeira ou na doença (prejuízo), no sucesso ou no fracasso, na especulação ou na realidade”????.

De fato, o mercado financeiro não é o melhor ambiente para os “pombinhos românticos”, e a fidelidade é um valor pouco apreciável neste tipo de relação.

É preciso conhecer não apenas a organização em que se pretende investir, mas também, o cenário econômico e as variáveis influentes no mercado. É uma análise micro e macro do contexto.

Nessa perspectiva, recomendamos as ações da construtora TENDA onde os cenários indicam um crescimento acima de 50%, para os investidores, até o final de 2008.

O mercado imobiliário está aquecido no Brasil, a oferta de crédito está crescendo. No entanto, a demanda ainda é superior a oferta. Isto significa dizer que: Há mais pessoas necessitando da casa própria do que a oferta de crédito imobiliário.

Tendo em vista os altos custos da moradia, as pessoas estão demandando por crédito imobiliário, de longo prazo.

O governo, através da CAIXA, não consegue atender toda a demanda, permitindo a inserção de novos atores privados neste mercado.

E esse é o ponto de destaque!

A Tenda está com as suas ações em queda, justamente pelo alto nível de investimentos realizados no seu projeto de expansão nacional. Os acionistas atuais, analisaram a queda no lucro, como um risco e, não perceberam os motivos da redução. Segundo a construtora, a diminuição do lucro ocorreu em função da elevação das despesas, devido a aquisição de novos terrenos, gastos com registros em cartório, materiais de construção, mão-de-obra, peças publicitárias veiculadas em cadeia nacional, outdoors, dentre outros.

As famílias já estão adquirindo os novos planos de financiamento da TENDA. Imaginem, quando os novos apartamentos e as novas casas estiverem plenamente construídos e financiados. Com as vendas dos novos planos, o capital da construtora permancerá o mesmo? será que no próximo ano de 2009 as ações estarão sendo comercializadas pelos mesmos valores de hoje? você acredita na possibilidade de desaquecimento do mercado imobiliário no curto prazo?

Se a maioria das indagações anteriores levarem a uma reflexão positiva, se os seus olhos brilharam, não perca tempo, acredite no futuro. Invista no mercado de ações.

Segundo os analistas é sempre interessante comprar na baixa, ter visão de futuro, aproveitar os ganhos de curto e médio prazo e depois vender na alta.

Por fim, não podemos esquecer de um famoso adágio popular árabe, que diz o seguinte: “Aquele que prevê o futuro, mente mesmo quando fala a verdade.

P.S.: Essa mensagem se auto-destruirá, caso os cenários não se configurem em realidade….:)

Read Full Post »

Benedict Mander


Em Caracas

Enquanto a crise do subprime americana deixa muitos banqueiros trêmulos com as conseqüências de financiamentos hipotecários generosos, uma nova lei na Venezuela permite aos bancos oferecer 100% de financiamento para compradores de imóveis.

Analistas dizem que a lei, parte de um pacote de 26 decretos presidenciais apresentados por Hugo Chávez na semana passada e que gerou grande controvérsia, visa resolver uma profunda crise habitacional que atinge grandes setores da população que vive em favelas.

“Para mim, oferecer 100% de financiamento é apenas uma distração”, disse Francisco Neri, o presidente da câmara dos corretores imobiliários. Ele disse que o problema fundamental é que muitos venezuelanos são simplesmente pobres demais para pagar os financiamentos. Com uma inflação anual atualmente ultrapassando 30%, isto está se tornando cada vez mais difícil.

(mais…)

Read Full Post »

Das frases tempestivas

19.08.08

Do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, em evento de ontem.

“Já existem sinais de que a política monetária começou a influenciar as expectativas de inflação”.

Finalmente o mundo se curva ao BC brasileiro. Graças à atitude tempestiva do BC, desabaram as cotações internacionais de commodities. Se a Selic abrir mais dois pontos, não sobrará governo europeu de pé. E Bush que se cuide.

Aliás, lembro-me que, quando Meirelles foi convidado para assumir o BC, Veja produziu um dos clássicos do jornalismo biográfico contemporâneo. Informou que o cargo anterior de Meirelles no BankBoston era tão elevado, mas tão elevado, que para tomar posse ele precisou da autorização da OCDE e foi obrigado a jurar sobre a Bíblia e a Constituição americana. O BankBoston era um mero banco médio americano e o cargo de Meirelles, o de Global President, correspondia ao diretor internacional do banco – cujos únicos ativos internacionais estavam no Brasil e na Argentina.

enviada por Luis Nassif 

Read Full Post »

Impaciencia

Hay que esperar a que baje, como la marea,

o que suba como la bolsa de valores

o que vibre, como el cemento en la tribuna alta

o que se congele como el amor anciano

o que hierva como la ciudad de tarde

hay que esperar, conviene.

La noche pasa,

como todos los temores

y debe haber un buen momento

tener paciencia, aprovechar

algún preséntimiento

ser oportuno requiere

mucha atención y pulso firme

acecho y buena puntería

respiración lenta

serenidad, que no se note

calma, tranquila,

ya todo pasa

la resistencia cede.

(Pedro Klinger)

Read Full Post »

PEDRO SOARES – DA SUCURSAL DO RIO

Ao mesmo tempo em que o número de famílias tidas como de classe média cresceu nos primeiros meses deste ano, o consumo desses domicílios se retraiu sob o impacto do recrudescimento da inflação, centrada especialmente na alta dos alimentos. É o que revela pesquisa da Nielsen, obtida pela Folha.
De janeiro a junho, a quantidade de produtos alimentícios e de higiene e limpeza adquiridos caiu 3,2% para todas as classes sociais na comparação com o mesmo período de 2007.

(mais…)

Read Full Post »

Krishna Guha em Washington e Geoff Dyer em Pequim

As economias emergentes devem fazer do combate à inflação sua “principal prioridade”, disse nesta quinta-feira (17) o Fundo Monetário Internacional enquanto elevava acentuadamente sua previsão de aumentos de preços no mundo em desenvolvimento neste ano e no próximo.

Muitos mercados emergentes deveriam aumentar as taxas de juros, cortar os déficits públicos e deixar as moedas se valorizarem para conter o risco de inflação, aconselhou o FMI.

Os comentários foram feitos enquanto a China dava notícias mistas sobre seus esforços para combater a inflação.


(mais…)

Read Full Post »

Older Posts »